Atendimento
(51) 9815-05470

Principais causas da Ansiedade

Recentemente respondi algumas questões sobre transtornos da ansiedade para a da revista Fim da Ansiedade, da editora Alto Astral. A revista será lançada hoje, 15 de maio e eu gostaria de compartilhar este conteúdo aqui no meu blog com vocês.

1. De que forma a ansiedade se manifesta em nosso corpo?

A ansiedade se manifesta de diversas formas. Existem pessoas que se tornam compulsivas por comida e obesas, pode desenvolver o vício pelo cigarro, roer unhas entre outros diversos fatores.

2. Quais sinais nosso cérebro manda para que a gente preste atenção para caracterizar um transtorno de ansiedade?

Os sinais são justamente os comportamentos indesejados. Nosso cérebro entende que alguma coisa não está bem. Dessa forma, para encontrar alívio para essa questão, desenvolvem-se ações que não são saudáveis. É preciso perceber quais acontecimentos são esses que fazem gerar ansiedade.

3. Quais acontecimentos cotidianos podem fazer nossa ansiedade se manifestar?

Você poderia explicar um pouco melhor sobre cada um deles? Podem ser diversos os acontecimentos cotidianos que podem levar a ansiedade. Depende muito das experiências anteriores de cada pessoa e a forma como cada uma reage às situações da vida. Um desequilíbrio financeiro, conflitos de relacionamento, medos e inseguranças em relação ao trabalho entre outros.

4. As pessoas se preocupam diariamente com problemas financeiros. O que pode fazer com que isso tenha um efeito menor?

Sim, problemas financeiros preocupam muito as pessoas. Para evitar ansiedade acerca dessa questão, é importante que as pessoas tenham o controle do quanto ganham e do quanto gastam. Muito cuidado ao contrair dívidas contando com ganhos futuros. Por mais desafiador que possa ser, é muito mais tranquilo assumirmos compromissos com o que realmente podemos arcar.

5. O casamento aparece muito como uma das causas do transtorno de ansiedade. O que causa isso nos relacionamentos?

O que causa ansiedade é a forma e o significado que as pessoas dão aos seus relacionamentos. Relacionar-se é bom e existem muitos relacionamentos saudáveis e felizes. A grande maioria das pessoas deseja relacionar-se e ter um companheiro. Quem afirma o contrário é porque não se vê em condições de aceitar ou abrir mão das suas manias ou conforto. A pergunta que essas pessoas precisam se fazer é: O que eu quero especificamente de uma relação a dois? E então avaliar se estará disposto a abrir mão da sua individualidade em prol da relação. Quando queremos algo e não estamos dispostos a pagar o preço por isso, geralmente desenvolvemos ansiedade.

6. O ambiente de trabalho é uma das causas para a ansiedade. Como perceber o que nos deixa ansioso nessas situações?

Para entendermos que nos causa ansiedade no ambiente de trabalho é preciso observar o que nos tira do nosso estado de equilíbrio. Por exemplo, se estou trabalhando normalmente concentrado em uma determinada atividade, e algum fato externo ocorre que me faz sair desse estado de tranquilidade, é necessário fazer um auto questionamento a respeito disso, perguntando a si mesmo as razões pelas quais o fato lhe incomodou. É desenvolver um estado de consciência plena sobre o que ocorre conosco.

7. Como podemos treinar nosso cérebro para que a insegurança diminua?

Prestando atenção sempre nos sinais que nos fazem sair do nosso equilíbrio. Quanto mais treinarmos, mais rápidos e capazes ficamos para detectar o que nos tira do eixo.

8. A ansiedade está diretamente ligada com problemas de autoestima?

Pode estar, não existe uma relação direta com a autoestima. Geralmente, pessoas que não desenvolveram ainda um apreço por si mesmas, tendem a ficar mais ansiosas ou depressivas diante das circunstâncias da vida. Estar confiante é um dos fatores extremamente importantes para o desenvolvimento de um bom equilíbrio emocional.

9. Como podemos amenizar essas causas de ansiedade? Quais as recomendações?

Buscar sempre o autoconhecimento. Investir sempre seu tempo em atividades que lhe façam crescer e se desenvolver como seres humanos. Geralmente as pessoas gastam muito tempo em redes sociais, eventos sem sentido apenas para passar o tempo e não ficarem sozinhos, mas isso pouco acrescenta para suas vidas emocionais. É importante olhar para dentro de si e fazer uma auto avaliação constantemente.

Entrevista para a Revista Fim da Ansiedade | Editora Alto Astral